quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Eu, Vanessa, tenho misofonia

Não tenho a certeza de quando começou. Mesmo antes de trabalhar em transcrição, certos barulhos já me faziam confusão ao ponto de me desconcentrarem. Especialmente aquilo que chamo de micro barulhos. Tipo quando pessoas não conseguem parar quietas e toca de tamborilar os dedos ou bater com o pé ou usar a boca para fazer barulhinhos, como estalidos com a língua, ou amachucar um invólucro repetidamente.

Tudo isso e muito mais causa-me uma espécie de comichão mental. O problema da comichão mental é que não posso abrir o crânio e tratar do assunto com os dedos. Estão a ver o problema, não é? Já vi documentários em que pessoas com misofonia extrema têm reacções muito violentas e eu não me surpreendo.

Há barulhos que só me fazem confusão, mas há outros que não consigo suportar. Os meus ouvidos estão quase sempre ocupados, quer seja com fones, para trabalhar, ver filmes e séries, e ouvir música, quer seja com tampões de ouvidos para não ter de lidar com ruído alheio quando só me apetece o som do silêncio.

Certos ruídos despertam o ser primitivo que há dentro de mim. Um dos piores é o som de pessoas a mastigar ruidosamente, o que invariavelmente acontece quando comem de boca aberta. Já aconteceu ter de sair de uma sala para não ouvir aquele som de uma pessoa a mastigar uma maçã, especificamente devido ao som da sucção após a trinca, para não desperdiçar o sumo da maçã, e o consequente mastigar ruidoso.

Às vezes no cinema tenho de me esforçar para concentrar-me no filme e não no ruído de pessoas a mastigar pipocas ou no som de mãos a escarafuncharem o pacote interminavelmente enquanto as pipocas tamborilam umas nas outras. Nem me falem de pastilhas elásticas e rebuçados sugados com a matraca escancarada.

Felizmente, parece-me que a minha misofonia, que para quem não sabe é aversão a certos barulhos, é "só" uma mania que de vez em quando interfere com o meu bem-estar, mas não ao ponto de agir de forma violenta.

Há por aí mais alguém com os mesmos sintomas?

Vanessa

Sem comentários: